segunda-feira, 22 de abril de 2013

-um mesmo outro corpo-




Um sentimento de fusão eu-mundo se apropria de mim e me dissolve na natureza, um mesmo e outro corpo nasce e morre a cada imagem que toca minha retina. Agora sou a paisagem que meus olhos observam atentos, agora sou mundo, visto cada parte do que vejo e sinto como minha pele, sou cada parte do mundo que visito, que conheço e ao qual pertenço completamente. 


segunda-feira, 1 de abril de 2013

-P.L.Á.S.T.I.C.O.S-
















Na exposição P.L.Á.S.T.I.C.O.S, a artista visual Roberta Stubs explora a organicidade deste elemento sintético, tanto na plasticidade de sua própria forma quanto na plasticidade gerada no encontro e na relação entre a obra e o espectador. Utilizando apenas materiais de descarte e lixos pós-indústriais, esta exposição aproxima, direta ou indiretamente, os sujeitos do próprio lixo que produzem,  e, ao fazer essa aproximação, possibilita  que outras relações nasçam, operando uma rede de re-significação sobre o que descartamos e sobre o modo como podemos reutilizar esses produtos. Entendendo que o lixo só existe porque nós existimos e o produzimos, esta exposição é um convite ético para repensar a relação de descartabilidade que imprimimos à extensão de nossas práticas.


















A exposição será realizada no Centro de Excelência em Atendimento à Comunidade da UEM, um espaço conquistado pela universidade para ser ocupado por atividades ligadas à arte e cultura. No entanto, mesmo sabendo da quase inexistência de espaços destinados à arte e cultura, a Prefeitura de Maringá esta disputando parte deste local para realização de atividades completamente desligadas de finalidades artísticas e culturais. Por isso a importância de realizar e participar das atividades que acontecem neste espaço. Uma forma de dizer NÃO À FALTA DE INVESTIMENTO CULTURAL em Maringá e SIM À CULTURA E ÀS ARTES. 



Ocorreu um erro neste gadget